Governo do Amazonas lança o Prosamin+, com investimentos de R$ 542 milhões em obras

O governador Wilson Lima lançou, nesta segunda-feira (12/07), o Programa Social e Ambiental de Manaus e do Interior (Prosamin+), com investimentos de R$ 542 milhões. Os recursos, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), serão destinados a obras de urbanização, novos conjuntos habitacionais e saneamento básico na capital e interior do estado. De forma inédita, o programa vai beneficiar, incialmente, bairros da zona leste de Manaus.

“Neste ano nós estamos implementando o Prosamin+ e começando pela comunidade da Sharp. A gente vai começar, já agora no mês de julho, as consultas públicas e, depois dessas consultas, em novembro a gente assina o contrato. A nossa perspectiva é que no início de 2022, em janeiro, as obras de retirada do pessoal já comecem a acontecer”, explicou o governador.

De acordo com o coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Marcellus Campêlo, o Prosamin+ concilia as experiências e lições aprendidas na execução de grandes obras de infraestrutura e na transformação de vida de milhares de famílias que foram retiradas de áreas de risco e sujeita a alagações através dos programas Prosamim, realizado na zona sul da capital amazonense, e o ProsaiMaués, no município de Maués.

“O Prosamin+ é o cumprimento do programa de governo do governador Wilson Lima. Ele dizia que iria manter o Prosamim e aperfeiçoá-lo, é isso que nós estamos fazendo com o Prosamin+, pegando lições aprendidas dos três programas, incorporando essas lições nesse novo programa. O Prosamin+ nasce com um novo conceito de ser trabalhado não somente na capital, mas também no interior do Amazonas”, disse o coordenador.

Em Manaus, o Prosamin+ vai representar a continuidade das intervenções e requalificações iniciadas pelo Governo do Estado nas bacias do 40, Educandos e São Raimundo, deslocando o eixo das suas intervenções, pela primeira vez, para a zona leste de Manaus, no bairro Armando Mendes. Nas próximas etapas, o programa terá as intervenções estendidas a municípios do interior do estado.

Os estudos de concepção do Prosamin+ englobaram a coleta de dados nos segmentos de infraestrutura, social e ambiental nos municípios de Coari, Iranduba, Itacoatiara e Parintins. Segundo a UGPE, os estudos são os balizadores para fundamentar a viabilidade de suas futuras intervenções.

Primeira etapa do Prosamin+

Wilson Lima explicou que em sua primeira fase, o Prosamin+ vai levar mais dignidade, infraestrutura, saneamento básico, urbanismo, habitação e recuperação ambiental aos bairros do Japiim, Coroado, Distrito Industrial e Armando Mendes, localizados nas zonas sul e leste.

Em setembro terão início os processos de reassentamento, seguidos do início das obras em janeiro de 2022, com previsão de conclusão da primeira Quadra Habitacional e dos primeiros parques urbanos em fevereiro de 2023 e a conclusão de todas as intervenções do programa em maio de 2025.

Urbanismo

Os investimentos de R$ 86,7 milhões em urbanização vão beneficiar mais de 60 mil pessoas das zonas sul e leste da capital, contemplando uma área de 340 mil m², com a construção de novos parques urbanos, obras de mobilidade urbana, praças, quadras poliesportivas, playgrounds, banheiros públicos, novas vias e iluminação pública em led.

Habitação

As obras de habitação e reassentamentos irão beneficiar mais de 11.760 pessoas com moradias dignas e longe das alagações, os investimentos na habitação giram em torno de R$ 73,8 milhões.

O parque residencial do Prosamin+ na comunidade da Sharp terá unidades habitacionais amplas, compostas por 648 apartamentos divididos em 81 blocos de quatro andares e com apenas dois apartamentos por andar.

Saneamento básico

O Prosamin+ vai investir R$ 59,1 milhões no saneamento básico, através da implantação de 48 km de rede de coleta de esgoto, e seis estações elevatórias, garantindo a destinação do esgoto de 95% da área de intervenção, beneficiando mais de 50 mil pessoas com o tratamento adequado dos efluentes das residências.

Abastecimento de água

O Programa vai garantir distribuição de água potável para 100% da população atendida na área de intervenção, investindo R$ 4,4 milhões em mais de 8 km de redes de distribuição de água beneficiando mais de 5 mil pessoas com abastecimento regular de água.

Drenagem urbana

O Prosamin+ vai investir R$ 96,3 milhões na drenagem urbana de sua área de intervenção na capital, recompondo 5 km da vegetação das margens de canais a céu aberto, implantar 34 km de novas redes de drenagem urbana, beneficiando uma área de 20 km² evitando as alagações e a sedimentação dos canais devido aos resíduos sólidos.

Foto: Diego Peres/Secom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: