Pequena Lô: “Hoje me conhecem pelo que eu faço, não pela minha condição física”

A humorista, influenciadora e psicóloga Lorrane Silva faz sucesso nas redes sociais como Pequena Lô. Em seus vídeos, temas pouco debatidos referentes a pessoas com deficiência na sociedade são tratados com leveza e muito humor. O conteúdo já atraiu mais de 6,5 milhões de seguidores.

“Eu sempre gostei do humor, desde criança. Meu primo me deu uma dica de levar o meu jeito para a internet. Eu comecei e vi que deu muito certo”, conta sobre o início da carreira como produtora de conteúdo.

Quando o assunto é capacitismo, ou seja, o preconceito contra pessoas com deficiência (PCDs), Lô, que nasceu com uma síndrome não identificada, associada à displasia óssea, diz que vê uma evolução na sociedade. “Os meus próprios seguidores, antes me conheciam como a Pequena Lô que andava de muleta. Hoje, eles me conhecem pelo que eu faço, e não pela minha condição física”, afirma.

Mulher e PCD, Lô fala sobre o desafio duplo de conquistar espaço nas redes: “Quando eu comecei, eu nunca pensei em parar porque a mensagem que é levada é a da representatividade, para PCDs e como mulher. Hoje eu vejo outras mulheres PCDs colocando a cara a tapa na internet, levando essas informações. Isso é muito legal. É muito legal levar essa mensagem para o pessoal quebrar esse tabu devagar”.

Ela ainda ressalta a importância do apoio de seus familiares para sua trajetória: “Quem me ajudou muito foram os meus pais. Nunca tiveram vergonha de sair comigo, de me deixar ser quem eu queria ser. A participação deles na minha vida foi muito importante”

*Com informações da Uol Cultura.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: