Jogadora é ameaçada por não prestar homenagem Maradona

Espanha- Paula Dapena, jogadora do Viajantes Interrias FF, da Espanha, se recusou a homenagear Diego Armando Maradona, que morreu dia 25 de novembro, vítima de parada cardiorrespiratória.

A jogadora ficou sentada no campo, em meio ao time, em pé, que prestava um minuto de silêncio ao jogador argentino.

“As minhas colegas olharam para mim e riram, porque sabiam que não iria segui-las. Há quatro dias foi celebrado o Dia Internacional pela Eliminação contra as Mulheres e nenhum minuto de silêncio foi feito pelas vítimas. Que você queira observar um minuto de silêncio por um jogador que é conhecido por maltratar sua esposa, faça. Mas nos meus ideais feministas não poderia homenagear uma pessoa assim”, afirmou a jogadora em entrevista ao programa da La Hora de La 1, da TV Espanhola.

Ameaças

Como a foto viralizou na internet, os fãs de Maradona rechaçaram a atitude da atleta de 24 anos. Ele chegou até a ser ameaçada “Vou descobrir onde você mora, vou na sua casa e vou quebrar as suas pernas. Escreveram para mim. Se eles querem me critiquem, mas não entre nas redes sociais das minhas companheiras de equipe para xingá-las”, disse a jovem. Depois do ocorrido a jogadora reconheceu a importância de Maradona para o futebol mundial.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: