Atividades culturais marcaram o fim de semana em Manaus

Com agendamento para todas as atividades, a programação deste fim de semana começou com o Dia da Consciência Negra como tema. Na sexta-feira (20/11), o Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), localizado na avenida Silves, 2.222, Distrito Industrial, abriu as portas para receber o público para o “AMYIPAGUANA – Encontro de Cultura Popular do Amazonas”.

No Facebook e Youtube da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam), teve a exibição do documentário “Vermelho Boxe! – Para o melhor capoeira eu sou o cão”.

O seminário e as oficinas foram abertos ao público, com vagas limitadas a 30 pessoas para cumprir as normas de distanciamento social de prevenção à Covid-19 que se inscreveram pelo link https://forms.gle/HEnRMZwXPzHTELSS8.

No Teatro Amazonas, teve o festival “Até o Tucupi de Negritude”, com Elisa Maia, Karen Francis, Kurt Sutil, Halaise Asaf, AndrewXX, Chapéu de Palha e DJ Rafa Militão. O show foi transmitido pelo Facebook do Festival Até o Tucupi e no canal do YouTube do Coletivo Difusão e através do Até o Tucupi 2020.

‘ExpoMulher’ –

A “ExpoMulher”, exposição em alusão ao Dia do Empreendedorismo Feminino, foi realizada na sexta-feira, no Palacete Provincial (Praça Heliodoro Balbi, no Centro),com acesso gratuito e o agendamento pelo site cultura.am.gov.br. A exposição teve como objetivo impulsionar as atividades de mulheres empreendedoras.

Dança e musical – No sábado o Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, no Centro) recebeu o Corpo de Dança do Amazonas (CDA) com a Mostra de Solos “Os 21”, que conta com 21 criações artísticas que traduzem a resistência e a necessidade de sobreviver a uma pandemia.

No Teatro Amazonas, a Associação Belas Artes do Amazonas (Belarte) apresentou o musical “Cats in Belarte”, a história dos gatos Jellicle, que se reúnem uma vez ao ano para que o líder do grupo escolha apenas um deles para visitar um lugar melhor. Entre os personagens mais marcantes do espetáculo estavam Munkustrap, o narrador da história; Grizabela, the glamour the cat; e Velho Deuteronomy, o líder dos gatos jellicle.

No domingo, o Café criativo, teatro e música realizou, a partir das 7h, mais uma edição do “Café Criativo”, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (avenida Silves, 2222, Distrito Industrial – antiga Bola da Suframa). A programação reuniu o tradicional café da manhã regional, com assinatura da Rota dos Chefs, a uma atividade cultural.

No Teatro Amazonas, a Mostra de Teatro Interarte, na sua 13ª edição, contou com espetáculos teatrais e apresentações musicais, resultados das aulas e pesquisas realizadas por professores e alunos da Escola de Teatro. Na programação, espetáculos como “A Flautinha de Uirá”, “Quem roubou o branco do mundo”, “Só que não”, “Quem conta um conto, aumenta um ponto”, “De sol a sol” e “Turbulência” marcaram as apresentações.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: