Disputa apertada em estados-chave mostra cenário incerto nos EUA; entenda

Até o começo da madrugada desta quarta-feira (4), a eleição presidencial americana registra uma disputa apertada nos estados-chave que já têm boa parte de seus votos contabilizados, indicando indefinição em relação a uma eventual vitória do republicano Donald Trump ou do democrata Joe Biden.

A contagem até agora mostra que, ao contrário de algumas previsões, Biden não deverá ganhar a eleição com vantagem grande sobre Trump. O republicano, por sua vez, está numa corrida mais competitiva, até o momento, do que na disputa vencida contra Hillary Clinton em 2016.

Alguns estados são considerados essenciais para que o atual presidente conquiste a reeleição. E Trump vem confirmando a vantagem em ao menos três deles: Flórida (29 delegados no Colégio Eleitoral), Geórgia (16) e Texas (38).

O presidente também está na frente em Ohio, que tem 18 delegados, e Carolina do Norte (15), mas a disputa está um pouco mais apertada nestes dois estados.

Em compensação, Biden lidera no Arizona, com 11 delegados no Colégio Eleitoral e que já tem mais de 75% de seus votos apurados.

Todos esses estados são considerados essenciais para que Trump assegure a reeleição em 2020. Se Biden vencer em algum deles e garantir todos os outros vencidos por Hillary Clinton em 2016, ele será o novo presidente dos EUA.

Até agora, Trump não demonstrou força nos estados onde Hillary ganhou quatro anos atrás. New Hampshire (4 delegados), um estado que em tese poderia estar ao alcance do republicano, já foi garantido pelo democrata.

Mas a situação ainda é incerta em Michigan, Wisconsin e Pensilvânia, que têm menos da metade de seus votos apurados e mostram uma disputa apertada. Segundo a CNN, Biden pode receber mais votos nesses estados na parte final da apuração em virtude da votação antecipada —que é contabilizada depois nesses estados e registra, em tese, vantagem dos democratas sobre os republicanos.

No total, são 538 delegados em disputa no Colégio Eleitoral —quem chegar a 270 votos, ganhará a eleição.

Por: UOL

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: