Latrocínios e execuções movimentaram a noite de segunda-feira

Três homicídios que ocorreram em várias zonas de Manaus  movimentaram o início da noite desta segunda-feira (26).

O primeiro caso aconteceu por volta das 18h30, na Rua São João, bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

Dois homens, conhecidos apenas pelos apelidos e de panda e Lourinho foram alvejados por criminosos que dispararam contra eles de dentro de um carro, mas de placa não identificada.

De acordo com os policiais da 8 ª Companhia Interativa Comunitária( CICOM) os criminosos utilizaram armamento pesado para atacar a dupla, possivelmente num acerto de contas devido a guerra do tráfico na area. Entre as armas utilizadas pelos criminosos estão com fuzil e uma pistola.

Panda não resistiu aos ferimentos e morreu assim que chegou ao SPA Joventina Dias, localizado na Compensa.

Loirinho foi transferido, em estado grave, para o Hospital Pronto-Socorro João Lúcio, na zona Leste de Manaus.

Motorista de App

Outro caso que movimentou as zonas Leste e Norte da cidade foi o assassinato do motorista de aplicativo identificado como Jocenilto Hipólito de Souza que ocorreu na rua Q, no bairro Cidade de Deus, limite com o bairro Jorge Teixeira. O crime aconteceu por volta das 19h quando o motorista de aplicativo estava deixando uma passageira no local. Os criminosos abordaram o motorista e o retiraram no veículo, levando-o para uma residência onde dispararam três tiros à queima-roupa.

Após o assassinato, os criminosos levaram o veículo modelo Gol, cor preta, de placa OAO2647.

Assim que a notícia do homicídio correu pelas redes sociais, os motoristas de aplicativo se deslocaram para o bairro em busca de conseguir capturar os criminosos.

Depois, eles seguiram, em comboio para a sede do Instituto Médico Legal( IML) e realizaram um protesto pedindo mais segurança para a classe. “Em menos de 10 dias já perdemos seis amigos motoristas de aplicativo. Esses assaltos já vem acontecendo constantemente. A gente trabalha tenso, com medo. Porque não sabemos quem embarca em nossos veículos. Nosso papel é aceitar a corrida. As empresas ainda não fizeram nada para nos dar segurança. Pedimos as plataformas que encontrem uma maneira que exija do passageiro algo que possa dar essa segurança pro motorista”, disse o motorista de aplicativo Santiago Ferreira.

Buscas

Alem de fechar o trânsito da Bola do Produtor, os motoristas correram os bairros de Nossa Senhora de Fátima e Cidade Nova em busca de localizar o veiculo e os criminosos que mataram o colega.

Em pouco tempo eles e a polícia localizaram o veículo da vítima, que foi abandonado pelos assassinos na rua 23, Núcleo 11 da Cidade Nova.  Os assassinos deixaram o carro no local e tomaram de assalto outro veículo, para despistar tanto a polícia quanto os motoristas de aplicativo.

No veículo a polícia encontrou um gato dentro de uma caixa para pets, provavelmente, pertencente à passageira que desembarcou do carro quando os criminosos abordaram o motorista. 

Briga + bebedeira= morte

Na rua Bernardo Guimarães, na comunidade Parque São Pedro, na Zona Oeste, uma briga entre amigos terminou em morte.
Dois homens foram baleados dentro de um carro pelo “amigo” que estava no banco de trás do carro. Um dos homens morreu na hora. O outro foi levado, em estado grave, para a Unidade de Pronto Atendimento do Campos Sales.

Os policiais da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados para atender a ocorrência e informaram que o trio estava bebendo e acabaram discutindo dentro do veículo.


Hilton Souza dos Santos foi identificado como o autor dos disparos. Thiago Pereira Medina,33, foi a vítima que morreu no local. A terceira pessoa que estava no carro era conhecido como Gracionei. Ele foi atingido pelos tiros mas sobreviveu e continua em estado grave na UPA Campos Sales

Morto em confronto

Após matar o amigo e ferir o outro, o autor dos tiros também teria feito um mototaxista de refém para fugir do local do crime.
Na comunidade Jesus o suspeito saltou da motocicleta e fugiu a pé. “ Ele tentou fugir, mas ao invadir um casa, ele foi cercado pelos policiais. Ele não quis se render e efetuou disparos contra a nossa equipe e fomos obrigados a reagir. O suspeito foi atingido e não resistiu. Ainda o removemos para a UPA Campos Sales, mas ele veio a óbito”, disse o tenente Marivaldo Costa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: