Amazonas perde o Furacão do Boi, Klinger Araújo, para COVID-19

O levantador de toadas do boi caprichoso, Klinger Araújo, 51, morreu na manhã desta terça-feira, 29, vítima de complicações causadas pelo coronavírus.

Conhecido como furacão do boi, Klinger Araújo, estava internado desde o dia 13 de setembro, em hospital particular.

O cantor apresentou complicações renais após ser Infectado com o coronavírus. Klinger Araújo era levantador de toadas do boi caprichoso, mas iniciou sua carreira do Boi garantido,como apoio de voz para os levantadores situados titulares do bomba. Durante sua carreira o levantador de toadas Klinger Araújo também compôs várias para o boi caprichoso. Klinger Araújo iniciou sua carreira em 1986, atuando na rádio Alvorada, no município de Parintins de onde era natural. Atuou também como locutor de noticiários da cidade. Em Manaus atuou nas rádios Tropical , Amazonas fm, Ajuricaba, Difisora do Amazonas, FM do Povo e Novidade.

Em 1990, Klinger Araújo teve início na carreira de cantor com levantador de toadas, Quando se apresentou No boi garantido. E depois clinger Araújo foi convidado a participar da equipe de levantadores do boi caprichoso. Em 1996, Levantador de toadas foi convidado. A divulgar a cultura do Amazonas em todo país. Klinger Se apresentou em programas em rede nacional como chuchu, Ana Maria Braga e Faustão. O cantor também chegou a se apresentar nos Estados Unidos E em outros países.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: