SUSAM participa de reunião com MS e secretários dos 26 estados

A secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, participou neste domingo (19/04) de videoconferência com técnicos do Ministério da Saúde, Hospital Sírio Libanês, Fundação Itaú Unibanco e Congresso Nacional de Saúde (Conas). A reunião envolveu secretários de Saúde dos 26 estados e do Distrito Federal, e nela foram discutidas as principais demandas das unidades federativas no trabalho de enfrentamento ao coronavírus.

O grupo de trabalho faz parte da iniciativa “Todos pela Saúde”, capitaneada pelo Sírio Libanês e Itaú Unibanco, e que tem trabalhado no assessoramento técnico e apoio financeiro aos estados, por meio do Ministério da Saúde. O Banco Itaú anunciou, há algumas semanas, a doação de R$ 1 bilhão para o Ministério da Saúde utilizar no apoio aos estados.

Durante a videoconferência, a secretária Simone Papaiz expôs um panorama da situação do Amazonas frente à pandemia do coronavírus e pontuou medidas que considera importantes para reduzir os impactos do problema, além de demandas prioritárias para o Estado, como a aquisição urgente de respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Os Estados têm apresentado as mesmas problemáticas, que convergem para a ausência de EPIs e respiradores pulmonares, devido à dificuldade na aquisição e a preços fora da média de mercado que eram praticados. Além dos recursos humanos insuficientes para o atendimento dos doentes”, afirma ela.

A secretária também, assim como os demais secretários de Saúde, levantou a importância da testagem da população assintomática, o que possibilitaria a liberação do isolamento social para aquelas pessoas que tiveram contato com o vírus, mas se encontram fora do período de transmissão, de forma a retomar o aquecimento da economia.

Estruturação – O projeto “Todos pela Saúde” tem oferecido assessoramento técnico às secretarias de Saúde durante a pandemia. A superintendente de Responsabilidade Social do Hospital Sírio Libanês, Vânia Bezerra, elencou a necessidade dos Estados tomarem medias como a criação e instalação de Gabinetes de Crise, planos de contingência e grupos de trabalho otimizar as ações.

A secretária Simone Papaiz destacou que o Amazonas já adotou algumas dessas iniciativas nos últimos dias e que isso será fundamental para o recebimento de ajuda do Ministério da Saúde.

“O Estado do Amazonas foi o primeiro a receber o apoio da equipe do Sírio Libanês na elaboração de um planejamento para enfrentamento de crise e desastre. Criamos um Comitê de Crise na secretaria e isso tem contribuído muito para alinharmos as tomadas de decisão”.

Simone destaca que a organização com a criação do comitê está diretamente ligada ao recebimento de apoio para a aquisição de materiais e equipamentos, que poderá ocorrer por meio dos recursos financeiros doados pelo “Todos pela Saúde” para o ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: